Corpo de Bombeiros de Goiás compra unidades Mercedes-Benz Atego 1729 equipadas com Allison

Allison da Série 3000 melhora os tempos de resposta e reduz o estresse do tráfego

SÃO PAULO, Brasil – O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMO) recentemente incorporou novos modelos Mercedes-Benz Atego 1729 equipados com transmissões Allison Série 3000™ em sua frota de 57 caminhões. Agora, mais de 10% dos veículos da corporação contam com esse tipo de transmissão. “Os modelos com transmissões automáticas só trouxeram benefícios para a nossa frota. A partir de agora, esse item será imprescindível nas nossas licitações ”, afirmou o Major Weder Barbosa, do Comando de Apoio Logístico / Departamento de Gestão de Contratos (CAL) / (DERC). Para seguir as exigências de utilização da corporação, além das transmissões automáticas, os veículos tinham que satisfazer uma série especificações técnicas necessárias para atender rapidamente e com eficiência as emergências — por exemplo, vazão e pressão da bomba hidráulica, altura manométrica e altitude para escorva, reserva para combate a incêndio, quantidade mínima de equipamentos especificados e armazenamento de água. O conversor de torque Allison tem a característica de multiplicar suavemente o torque do motor ao transferi-lo para a caixa de marchas. Outra vantagem das automáticas Allison em contraposição às manuais ou às automatizadas (AMTs), está no fato de que elas contam com a Continuous Power Technology™, que entrega a potência do motor para as rodas sem interrupções, proporcionando melhor arranque, aceleração até 35% mais rápida e maior manobrabilidade do veículo. “A demanda pelas transmissões automáticas para os veículos de emergência se deve, entre outras vantagens, ao fato de que elas diminuem o stress no trânsito e reduzem o tempo de resposta no atendimento às ocorrências”, explica Barbosa. A Corpo de Bombeiros também reconhece os benefícios das transmissões Allison totalmente automáticas em termos de custos de manutenção e menor tempo de inatividade do veículo para as revisões preventivas. Poucas atividades exigem um veículo com tanta confiabilidade e precisão de funcionamento quanto os destinados ao combate ao fogo ou qualquer outra modalidade de emergência para o qual os bombeiros são acionados. Ao longo do tempo ficou comprovado que os veículos mais adequados para essa atividade são aqueles em que o motorista não tem que fazer trocas de marchas, mantendo sua atenção somente no trânsito e em como chegar mais rápido a uma ocorrência. “As transmissões automáticas serão uma exigência para todos os próximos caminhões que forem adquiridos daqui em diante, pois traz maior conforto e segurança aos motoristas e operadores. No combate aos incêndios, trazem maior segurança na operação e menor possibilidade de erros, como por exemplo, engatar uma marcha errada para engrenar a caixa de transmissão à bomba de incêndio”, conclui o Major Barbosa.

#JuntosSomosMaisFortes

 

Comments are closed.