Cummins apresenta caminhão elétrico nos EUA

A Cummins revelou em seu centro de tecnologia em Columbus, Estados Unidos, um inédito protótipo de caminhão 100% elétrico pesado, demonstrando mais uma vez sua expertise tecnológica para novas tecnologias. O caminhão elétrico Aeos tem autonomia de até 482 km com uma única carga e será usado como demonstração em aplicações de transporte rodoviário, entregas urbanas e atividades portuárias, como manuseio de contêiners. AEOS-Concept_22-696x464 Aeos é um cavalo mecânico 4×2 rodoviário Classe 7 com peso bruto total (PBT) de 33,7 toneladas e capacidade para tracionar quase 20 toneladas de carga. As acelerações são até 35% mais rápidas em comparação com um veículo similar equipado com motores de 11 ou 12 litros. O torque máximo é de 346 kgf.m. Em sua configuração básica, Aeos tem autonomia de 100 milhas (160 km). Na versão completa, são 300 milhas (482 km) com uma única carga. A recarga da bateria de 140 kWh dura uma hora, mas a Cummins já desenvolve uma solução que vai baixar este tempo para 20 minutos até 2020. Para auxiliar na recarga das baterias há freios regenerativos e painéis solares no teto do caminhão. Há ainda sistema Start&Stop, que impede que se gaste energia em vão em paradas no semáforo, por exemplo. AEOS-Concept-133 Além do powertrain 100% elétrico, o Aeos tem carroceria com formas aerodinâmicas para reduzir o coeficiente de arrasto (Cx) e “atravessar o ar” com maior facilidade. Entre as soluções encontradas pela engenharia da Cummins está a ausência de radiador frontal e de espelhos laterais, sendo estes últimos substituídos por pequenas câmeras que geram imagens 360º do caminhão transmitidas no painel. A carroceria do Aeos foi desenvolvida em parceria com a Roush, conhecida preparadora americana. Motor elétrico chega em 2019 – Para a Cummins, fontes de combustível e energia variadas são necessárias para oferecer valor aos negócios dos clientes e contribuir para um futuro sustentável. Por este motivo, a empresa anunciou recentemente que lançará um powertrain totalmente elétrico em 2019, ano de seu centenário, além de uma versão híbrida no ano seguinte. Os motores elétricos vão equipar ônibus e caminhões menores já em 2019. Caminhões grandes como o Aeos devem ganhar motorização elétrica Cummins já a partir de 2020. “Gerar eletricidade mais limpa é fazer com que os motores elétricos se tornem cada vez mais comuns, opção viável para expandir ainda mais os negócios Cummins em todo mundo. A companhia não vai medir esforços para ser o principal fornecedor de tecnologias eletrificadas nos mercados que atua”, comenta Tom Linebarger, CEO da Cummins Inc. Apesar do avanço da tecnologia elétrica, a Cummins acredita que o fim do motor a combustão interna não é iminente. Os avanços tecnológicos também estão causando um impacto muito positivo nos motores a Diesel e a Cummins continuará a inovar, tornando seus motores ainda mais limpos, mais eficientes e mais confiáveis. A densidade de potência do Diesel é inigualável e a Cummins acredita que a substituição do combustível ainda levará muito anos. A Cummins sabe de que as indústrias, os mercados e as tecnologias continuarão evoluindo e, por isso, suas equipes de pesquisa e engenharia trabalham com uma ampla variedade de soluções que incluem combustíveis alternativos e powertrains elétricos. Por esse motivo, a Cummins investe anualmente US$ 700 milhões em âmbito global na exploração de novas soluções de energia e produtos. Em todos os casos, a Cummins estará pronta para trazer aos seus clientes a tecnologia certa, na hora certa.

Comments are closed.