Cummins está pronta para o Euro 6 no Brasil

Fabricante desenvolveu sistema de pós-tratamento 60% menor e 40% mais leve que os atuais 

 

Cummins se preparou para atender ao novo conjunto de normas de emissão Euro 6/Proconve P8 para veículos a diesel, que deve entrar em vigor a partir de 2022/2023.

A divisão CES (Cummins Emission Solutions) criou um sistema de pós-tratamento 60% menor e 40% mais leve quando comparado aos sistemas que atendem ao mesmo nível de emissões. A CES afirma que está pronta para atender ao mercado brasileiro com um novo projeto Euro 6 que pode ser integrado em qualquer motor a diesel eletrônico, atendendo a diferentes aplicações.  

“Desde o lançamento do Euro 6 na Europa, em 2014, um time global de engenharia foi dedicado para desenvolver uma nova plataforma tecnologicamente mais evoluída para países emergentes como Índia, China, Brasil e México”, afirma o diretor de engenharia da Cummins para a América Latina, Adriano Rishi.

  “Hoje temos um novo projeto de pós-tratamento mais eficiente, com vantagens para a montadora e para o usuário final”, diz. Segundo a Cummins, o sistema é bastante flexível, compacto e de baixo peso, sendo composto por quatro módulos: catalisador de oxidação de partículas (DOC), filtro de particulados derivados do diesel (DPF), misturador de gases e partículas (mixer) e o catalisador de redução de NOx (SCR). “A princípio os módulos são importados da China e Índia, sendo peculiarizados aos clientes locais na fábrica de Guarulhos, onde agregaremos conteúdo local com mão de obra 100% nacional para montagem dos quatro módulos, sensores e chicote. Por ser flexível e compacto, nosso sistema permite que as montadoras tenham maior facilidade na instalação, sem impactar o projeto original”, afirma Ricardo Schalch, gerente de vendas da Cummins Emission Solutions e Cummins Turbo Technologies.  

Comments are closed.